segunda-feira, 18 de abril de 2016

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Convite Especial

No dia 11 de novembro teremos a presença de Moacir de Araújo Lima, com sessão de autógrafos do livro "Perdão e Crônicas para uma Vida Plena", que estará sendo lançado na feira do livro neste sábado. 

Primeira palestra comemorativa do aniversário da casa.

Realizou-se ontem a primeira palestra comemorativa ao aniversário da casa, com Aureci Figueiredo Martins, trabalhador da casa há muitos anos e divulgador da Doutrina Espírita.

domingo, 25 de outubro de 2015

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Programação do mês de aniversário da casa

No dia 21 de novembro nossa casa estará completando 84 anos. Preparamos um programação especial. Compareça!


Para ampliar, clique na imagem.

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

quarta-feira, 29 de julho de 2015

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Visitas da caravana do Departamento da Família

A  primeira foto é de  junho e foi na Geriatria Vovô Francisco. A segunda é de julho na, Geriatria Casagrande.
As visitas são feitas mensalmente aos sábados à tarde.


segunda-feira, 29 de junho de 2015

domingo, 17 de maio de 2015

Primeira etapa do Minicurso para Facilitadores de Grupos de Estudo da Doutrina Espírita

Foi realizada neste sábado a primeira etapa do minicurso para facilitadores dos grupos de estudo da Doutrina Espírita. A segunda etapa será realizada no dia 30 de maio, das 13h30min às 15h30min.
 

sábado, 16 de maio de 2015

Grupo de Pais

Nosso Grupo de Pais em atividade realizada hoje pela manhã. Nos reunimos todos os sábados, às 10h30min. Participe!

domingo, 12 de abril de 2015

EVANGELHO NO LAR


A IMPORTÂNCIA DO EVANGELHO NO LAR

1. Estudar o Evangelho de Jesus possibilita compreender os ensinamentos Cristãos, cuja prática nos conduz ao aprimoramento moral.

2. Criar nos lares o hábito de se reunir em família, para despertar e acentuar nos familiares o sentimento de fraternidade.

3. Higienizar o lar para pensamentos e sentimentos elevados e favorecer a influência dos mensageiros do bem.

4. Elevar o padrão vibratório dos componentes do lar e contribuir com o plano espiritual na obtenção de um mundo melhor.

COMO FAZER O EVANGELHO NO LAR

1.  Escolha o dia de sua preferência. O Evangelho no Lar deverá ser realizado sempre no mesmo dia da semana. Ex: Se escolher quarta-feira às 20h, deverá ser realizado em todas as quartas-feiras às 20h.

2. Escolha um aposento silencioso e agradável da casa e que esteja com os aparelhos eletro-eletrônicos desligados.

3. Coloque uma jarra com água sobre a mesa, para fluidificação e copos em número correspondente aos integrantes do Evangelho.

4. Fazer a prece de abertura, a que toque mais fundamente o sentimento familiar. Pode ser uma prece pronta ou uma prece espontânea, o importante é o sentimento da fé e a confiança na Proteção Divina.

5. Após, fazer uma leitura breve de O Evangelho Segundo o Espiritismo. Comentar com palavras próprias o trecho lido. No início poderá existir certa timidez,  mas, com o correr do tempo, os comentários surgirão espontaneamente pois que os Espíritos amigos estarão auxiliando na compreensão dos textos selecionados.

6. Os demais integrantes poderão tecer comentários também, caso o desejem, mesmo que estes levem a assuntos pessoais e/ou a diálogos, naturalmente que sempre pertinentes ao tema em foco. O Evangelho no Lar é antes de tudo uma reunião de Espíritos reencarnados no mesmo ambiente, buscando através da prece, da elevação de pensamentos e do diálogo fraterno, o amparo e o auxílio do Mais Alto para seus problemas e necessidades. Não deve ser jamais solene ou ritualístico, com palavras e movimentos decorados. Nesse momento também não cabem discussões ou agressões. O importante é a oportunidade de refletir sobre os assuntos de maneira fraterna.

7. Para incentivar a participação dos filhos ou demais membros é conveniente pedir que leiam mensagens espíritas, para reflexão do grupo. Incentivar também, com carinho, o comentário após a leitura. Sugerimos aqui os livros Fonte Viva e/ou Pão Nosso, de Emmanuel, Agenda Cristã e/ou Sinal Verde, de André Luiz.

8. Proferir a prece de encerramento e rogar, como exemplo, pela paz, harmonia, saúde e felicidade dos membros da reunião e de todos com os quais convivem. Desejando, rogar também pelos doentes, desamparados e sofredores da Terra.

9. É completamente desaconselhável manifestação mediúnica durante o Evangelho no Lar.

10. Servir, após a prece de encerramento, a água fluidificada.
      11. Tempo: o necessário para a família. Sugere-se uma reunião de 10 a 20 minutos.

Comemoração ao Mês do Livro Espírita - Palestra com Jerri Almeida

Na sequência da comemoração ao Mês do Livro Espírita, tivemos ontem a bela palestra de Jerri Almeida, sob o tema "Kardec e a Revolução na Fé".
Na próxima quarta, dia 15 de abril, às 16 horas, teremos a presença de Gládis Pedersen, com o tema "Educação, a Arte de Manejar o Caráter".

sexta-feira, 20 de março de 2015

CORRUPÇÃO, ONDE MORAS?

CORRUPÇÃO, ONDE MORAS?
20 de março de 2015
MILTON R. MEDRAN MOREIRA*
Claro que não. A corrupção não está no Legislativo. Tampouco no Executivo, no Judiciário ou na atividade privada. A corrupção está na alma humana. Rousseau recusava a ideia de que gente nascesse com ela: a convivência com o outro dela nos contamina. Já Hobbes, para quem “o homem é o lobo do homem”, sustentou estarmos todos inoculados de seu veneno. O egoísmo, combustível a nos arremessar contra o outro, só poderia ser aplacado pelo pacto social de que resultara o Estado.
Antes deles, o mito judaico da criação figurou o homem como um ser angelical, saído perfeito do sopro divino que lhe deu vida no barro. O pecado, fruto da convivência com o outro, o contaminaria.
Conceda-se um pouco de razão a cada um. Parece mesmo que viver e, especialmente, viver com o outro, nos corrompe. Como reconheceria Sartre, “o inferno é o outro”. O outro, neste momento, são o Executivo, o Legislativo, as empreiteiras, os doleiros, os partidos políticos…
Teoricamente, fizemos o pacto social que evoluiu para o Estado democrático de direito. Ele iria nos libertar da esperteza do outro e de sua maldade, sempre à espreita para nos prejudicar em benefício próprio. Mas logo se percebeu que “hecha la ley, hecha la trampa”. O leviatã que nos defenderia do outro mostrou-se incapaz de nos proteger.
Anuncia-se um pacote anticorrupção. Que outros mecanismos externos ainda poderão ser implantados? Não estão eles devidamente estruturados na Constituição, nas leis penais e de responsabilidade civil, nos tantos e tão complexos mecanismos de fiscalização, de imposição de sanções administrativas e judiciais consubstanciadas no Estado?
Tempos assim trazem um alerta para o qual, quem sabe, ainda não demos a devida atenção. Há na alma humana mecanismos internos de transformação bem mais poderosos do que todos os esforços já empreendidos para nos proteger da maldade alheia. Eles apontam para nossas próprias imperfeições. A História tem comprovado a imensa capacidade de transformações sociais e políticas conquistadas por esse poderoso elã coletivo que, agora, se revigora entre nós. Mas seremos capazes de investir o mesmo esforço no afã individual de transformação? Ou teríamos esquecido a grande lição presente nas mais caras tradições filosóficas, segundo as quais a corrupção nasce e vive na alma humana e só ali pode ser morta?
(*) Advogado e jornalista, presidente do Centro Cultural Espírita de Porto Alegre: medran@via-rs.net

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/…/…/20/artigo-corrupcao-onde-moras/
MILTON R. MEDRAN MOREIRA Advogado e jornalista, presidente do Centro Cultural Espírita de Porto Alegre Claro que não. A corrupção não está no Legis
wp.clicrbs.com.br